VENDA APENAS NAS LOJAS MEDIANTE APRESENTAÇÃO DE RECEITA VETERINÁRIA, COM ASSINATURA E CARIMBO DO MÉDICO VETERINÁRIO RESPONSÁVEL.

 

FÓRMULA

Cada 100 mL do produto contém:

Cloridrato de Lidocaína ...................................................................................................................................................................................................................  2,00 g

Cloridrato de Xilazina ......................................................................................................................................................................................................................  0,04 g

Veículo q.s.p. .............................................................................................................................................................................................................................  100,00 mL

 

FARMACOLOGIA

A Lidocaína causa bloqueio reversível da propagação dos impulsos nervosos pela inibição do influxo de sódio para o interior das fibras nervosas através das membranas celulares. Este efeito também pode ser observado nas membranas excitáveis do cérebro e do miocárdio, por este motivo quando concentrações elevadas do fármaco (acima de 18 - 20 mg/mL no sangue arterial) atingem a circulação sistêmica podem ocasionar sinais de neuro e cardiotoxicidade. Dentre esses sinais podem ser mencionados sonolência, excitação, tremores, convulsões, inconsciência, depressão respiratória, bradicardia, hipotensão e colapso cardiovascular.

A administração sistêmica de Xilazina induz sedação, relaxamento muscular, analgesia, redução da frequência cardíaca e aumento transitório com posterior diminuição da pressão arterial. Outros efeitos associados à injeção parenteral de Xilazina são: aumento transitório das concentrações plasmáticas de glicose, aumento na produção de urina e diminuição da motilidade intestinal.

A administração epidural de Xilazina produz analgesia de forma similar à observada com os anestésicos locais. Este fármaco interage com receptores específicos no corno dorsal da medula espinhal, diminuindo as concentrações de noradrenalina e inibindo a transmissão dos impulsos nervosos mediada pela substância P. Dependendo da dose utilizada, a absorção e redistribuição da Xilazina para a circulação sistêmica podem ocasionar os mesmos efeitos observados com a administração parenteral.

 

INDICAÇÕES

O BLOC é um produto desenvolvido para facilitar as manobras ginecológicas e os procedimentos cirúrgicos da região perineal. A associação de Cloridrato de Lidocaína e Cloridrato de Xilazina, em doses baixas, confere bloqueio anestésico mais consistente e de maior duração do que aquele obtido com o uso isolado do anestésico local. Estas características, associadas com a baixa incidência de efeitos sistêmicos e com o potencial efeito analgésico residual ocasionado pelo Cloridrato de Xilazina, tornam a aplicação epidural do produto adequada para a realização de cirurgias na região perineal, redução de prolapsos uterinos e manejo de partos distócicos. Adicionalmente, a administração epidural do BLOC também pode ser empregada para facilitar procedimentos de rotina na clínica ginecológica e obstétrica em bovinos, tais como implantação de embriões, aspirações foliculares e exames ultrassonográficos.

 

MODO DE USO E DOSAGEM

Bloqueios epidurais caudais. Injeção epidural nos espaços sacrococcígeo ou intercoccígeo entre a primeira e a segunda vértebra coccígea. Recomenda-se o uso de 1 (um) mL do produto para cada 100 kg de peso vivo (equivalente a 0,2 mg/kg de Lidocaína e 0,004 mg/kg de Xilazina). O volume pode variar, a critério do Médico Veterinário, de acordo com o tipo de intervenção. Contudo, deve-se considerar que o uso de volumes maiores pode induzir o aparecimento de efeitos sistêmicos decorrentes das maiores doses de Xilazina, e que o uso de volumes elevados pode levar ao decúbito por dispersão cranial do fármaco no canal medular.

 

PRECAUÇÕES E ADVERTÊNCIAS

O BLOC deve ser utilizado com cautela em pacientes debilitados, hipovolêmicos e naqueles portadores de distúrbios cardiovasculares, renais ou hepáticos. O uso concomitante de tranquilizantes, sedativos ou qualquer outro fármaco depressor do sistema nervoso central pode potencializar os efeitos adversos da Xilazina. Aspirar antes de injetar a solução para evitar injeções intravasculares acidentais. O produto somente deverá ser utilizado por profissionais experientes, com capacidade de diagnosticar e controlar os sinais de toxicidade que possam surgir durante seu uso.

 

EFEITOS COLATERAIS

No caso de injeção intravascular acidental os sinais de toxicidade do sistema nervoso central podem ser controlados com fármacos anticonvulsivantes como os benzodiazepínicos (Diazepam, Midazolam). Também foi relatada a eficácia do Tiopental e do Propofol no controle das convulsões ocasionadas por anestésicos locais. Os sinais cardiovasculares de toxicidade devem ser tratados de forma sintomática (expansão do volume intravascular com cristalóides ou colóides, inotrópicos e cronotópicos positivos, cardioversão, oxigênio, etc.).

 

CONTRAINDICAÇÕES

O produto é contraindicado em pacientes com conhecida hipersensibilidade a Lidocaína ou a Xilazina. São contraindicações para o uso da via epidural: distúrbios da coagulação, septicemia, lesões ou infecção da pele no local de inserção da agulha, hipovolemia severa ou choque hipovolêmico. São contraindicações relativas: quadros de bacteremia e distúrbios neurológicos que possam ser agravados pela deposição das substâncias no canal vertebral.

 

CONDIÇÕES DE ARMAZENAMENTO

Conservar em local seco e fresco, à temperatura ambiente entre 15 ºC e 30 ºC, ao abrigo da luz solar, fora do alcance de crianças e animais domésticos.

 

 

 

"ATENÇÃO: OBEDECER AOS SEGUINTES PERÍODOS DE CARÊNCIA"

 

BOVINOS:

ABATE: O ABATE DOS ANIMAIS TRATADOS COM ESTE PRODUTO SOMENTE DEVE SER REALIZADO 24 HORAS APÓS A ÚLTIMA APLICAÇÃO.

LEITE: ESTE PRODUTO NÃO DEVE SER APLICADO EM FÊMEAS PRODUTORAS DE LEITE PARA CONSUMO HUMANO.

 

A UTILIZAÇÃO DO PRODUTO EM CONDIÇÕES DIFERENTES DAS INDICADAS NESTA BULA PODE CAUSAR A PRESENÇA DE RESÍDUOS DO PRODUTO ACIMA DOS LIMITES APROVADOS, TORNANDO O ALIMENTO DE ORIGEM ANIMAL IMPRÓPRIO PARA O CONSUMO.

 

VENDA SOB PRESCRIÇÃO E APLICAÇÃO SOB ORIENTAÇÃO DO MÉDICO VETERINÁRIO.

 

Licenciado no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento sob nº 9.369 em 30/01/2008.

 

Responsável Técnico: Dr. José Abdo de Andrade Hellú

                                              CRMV-SP 1.938

 

APRESENTAÇÃO

Frasco-ampola contendo 50 mL e 100 mL do produto.

Produtos relacionados

Pague com
Selos
  • Site Seguro

None - CNPJ: 03.749.465/0001-38 © Todos os direitos reservados. 2018